De onde vem a sua dor?
Da rejeição?
Das expectativas que não foram correspondidas?
De uma família desestruturada?
Da perda de algo?
Da falta de valorização?
Da culpa?
Do vazio no seu coração?
No meio disso, onde estou?

Diante desta avalanche, nosso corpo e mente gritam pelos excessos na comida, na bebida, no sexo, nas drogas e já não me cuido mais. Busco o alimento em coisas passageiras. E onde buscar o alívio para as minhas dores? Busco uma saída, uma luz. Enfrentar tudo isso com esperança. Ver algo além da dor.

Neste mundo, nada dura para sempre, mas o amor de Deus nunca acaba e Sua Alegria nos traz a esperança. Todos os esforços têm valor e benefícios, mas aquela ferida na alma, somente Deus pode curar!

Ildi Silveira
Aluna da Escola de Dependência Química & Outras Compulsões JUL/2019

Todos nós estamos suscetíveis a situações que nos geram dores em nossa alma, então fique calmo, você não é o único a sofrer nesta vida! Em sua vida, é provável que tenha experimentado a frustração, decepção, tristeza, desamparo, luto, rejeição, violência, insatisfação, e entre outras dores. Caso não tenha vivenciado nenhuma dessas dores, ou você é um super-humano, ou vive em uma bolha.

Mas quando essas dores se encontram presente em nossas vidas, o que fazer? Como parar? Como solucionar? Com a bebida? Netflix? Comida? Drogas? Sexo? Terapia? Remédios? Todas elas dão um alívio momentâneo, nos fazem esquecer por um breve momento, mas quando a realidade bate na nossa cara novamente e aí como encarar?

Precisamos reconhecer que essas dores fazem parte do nosso dia a dia, e fazer as pazes com a nossa vida, com Aquele que nos deu e criou a vida, precisamos perguntar para Aquele que entende e sabe como funcionamos, reconectarmos com a realidade e ver que mesmo nesses momentos de dores, se Ele está presente, há o amparo, o consolo e a Esperança.

Texto: Priscila Yumi Shiotani
Aluna da Escola de Dependência Química & Outras Compulsões 2019

 

 

Você já parou pra pensar no significado da palavra moda? Moda surgiu da expressão do latim modus e significa modo, comportamento, maneira. Na língua portuguesa, o substantivo “moda” significa: maneira de vestir; modo, costume, vontade; uso passageiro que regula, de acordo com o gosto do momento, a forma de viver, de se vestir etc. Em francês a palavra mode, se trata de uso, hábito ou estilo, enquanto em inglês, o termo fashion, está mais voltada para a questão produtiva da moda, que significa fazendo, fabricando, isto é, possui um caráter industrial, mostrando inclusive a diferença cultural das sociedades.

A moda e a Sociedade

A questão é que a moda está presente na nossa vida social de maneira quase autônoma, não pede licença pra fazer parte, ela simplesmente faz. Segundo o sociólogo Frédéric Godart (2010), a moda permite definir nossa identidade social, é aquilo que liga e reconcilia o individual e o coletivo, permitindo que o indivíduo faça valer suas preferências dentro de um campo coletivamente determinado.

A moda se manifesta em meio a níveis de ação entre indivíduo e sociedade, pois ao fazermos nossas escolhas individuais estamos reafirmando nossa inclusão ou não inclusão em certos grupos sociais, culturais, religiosos, políticos, profissionais etc.

Para Rocha (2015), apesar de fazer referência a diversos âmbitos da vida coletiva/social, na história, a moda foi expressa de maneira mais forte através do vestuário e da maneira de se vestir, sendo ligada, na maioria das vezes, principalmente à esfera das roupas, possuindo também valor de linguagem. Assim, o indivíduo passou a se comunicar através da roupa que veste e da maneira como se veste e, mais que isso, através do vestuário o indivíduo transmite significados e expressa distinções.

A moda e o Indivíduo

Assim, a moda é, ainda, “relacional”, como afirma Godart, já que as identidades nunca são “puramente individuais”, mas coletivas também, sendo ela produção e reprodução permanente do social. Dessa maneira, pensar moda nos faz caminhar pela compreensão da construção de identidades, e as relações que se formam em meio ao constante movimento de imitação e diferenciação que impulsionou o surgimento da moda.

E pra você, o que é moda? Como ela influencia suas relações?

 

Conheça nossa escola de Moda Consciente!