O dia 13 de maio de 1888 é conhecido como o dia em que a Escravatura foi abolida no Brasil, mas ainda resta a pergunta: será mesmo que a escravidão acabou? E no resto do mundo, como está a situação?

A verdade é que a escravidão apenas mudou a sua forma. Não é mais conhecida como fomos ensinados na escola, quando brancos escravizavam negros e a lei os endossava. A escravidão seguiu o fluxo da modernização e se adaptou ao seu tempo. Hoje, apesar de pouco falarmos sobre o assunto, existem mais pessoas escravizadas no mundo do que em qualquer outro momento da História! São, em sua maioria, mulheres e crianças que tem sido aprisionadas e tratadas como um produto que pode ser vendido e substituído.

O dia 30 de julho celebra o Dia Mundial do Combate ao Tráfico Humano ou de Pessoas. Apesar de ser uma data extremamente importante, poucas pessoas a conhecem, e menos ainda a debatem. Se pesquisarmos no Google apenas por 30 de Julho e o que se é comemorado nesse dia, vê-se que o combate ao tráfico humano não é uma das primeiras indicações encontradas. E por isso a importância de falarmos mais sobre o assunto. A informação é uma grande ferramenta no combate ao tráfico humano e à escravidão moderna!
Todo ser humano tem o direito de ser livre, mas não é o que vemos acontecendo aqui. Não podemos aceitar mais esse crime que está debaixo dos nossos olhos. Não podemos ser omissos. Foi para a liberdade que fomos chamados e nunca seremos totalmente livres enquanto nossas irmãs e irmãos estiverem acorrentados. E para isso precisamos reconhecer o problema. Não podemos resolver algo sem antes saber que existe.

O Tráfico Humano ou de Pessoas consiste no comércio de seres humanos para fins de escravidão sexual, trabalho forçado, exploração sexual comercial, tráfico de drogas ou outros produtos, extração de órgãos ou tecidos, barriga de aluguel, casamento forçado e outras formas de degradação.
O tráfico de Pessoas, apesar de ser o terceiro maior crime organizado no mundo, ficando apenas através do tráfico de drogas e armas, ainda passa silencioso e impune nas sociedades. Além disso, o tráfico também fatura pelo menos 150 bilhões de dólares por ano, o que o tornam um dos mais rentáveis do mundo. A exploração sexual é o principal objetivo desse crime, chegando a quase 80% dos casos.
E talvez você esteja se perguntando: porque alguém faz isso com outra pessoa? Porque esse crime continua crescendo a cada dia? A resposta é simples: porque há demanda; porque há procura pelo “produto” e enquanto houver “compradores” existirão “vendedores”. Por isso precisamos saber como fazer a nossa parte!

Muitos encaram a pornografia, por exemplo, como algo inofensivo e que está completamente distante do tráfico de pessoas. Mas a verdade é que a indústria pornográfica está totalmente ligada à escravidão moderna.
Nos últimos meses foram comprovados que em um dos maiores sites de pornografia do mundo (pornhub), existiam vários casos de tráfico de pessoas, exploração sexual, estupro infantil, entre outros crimes. E esse não foi apenas um caso isolado. Depois dessas descobertas foram-se encontrando diversos outros sites de pornografia e até serviços que estavam completamente envolvido com tráfico de pessoas e exploração sexual.

A pornografia alimenta o tráfico, produz demanda e destrói vidas! E ao acessar conteúdos como esses, não estamos sendo menos pior que aqueles que traficam. Na verdade, estamos sendo cúmplices deles!

Precisamos de uma mudança de mente e enxergarmos além do que está diante dos nossos olhos. O tráfico humano é um problema de toda a sociedade e é nosso papel nos posicionarmos para que a verdadeira abolição aconteça de uma vez por todas!

Seja um abolicionista!

Para lutar contra esse crime, faz-se necessário atuarmos por duas frentes: mudando nossas mentes e nossas leis!
Precisamos mudar a forma como pensamos escravidão! Não podemos mais ficar presos ao passado e não conhecermos a História. A escravidão mudou, se modernizou e tem acontecido diante de nossos olhos! A escravidão moderna tem prosperado sobre o véu de uma falsa narrativa que justifica a sua existência e isso precisa acabar! O ser humano precisa ser respeitado e livre! Tratar pessoas como um produto que pode ser vendido, usado, descartado, possuído é algo terrível e que nem deveria passar por nossas mentes!
Precisamos mudar nossas leis! A prostituição, a compra da prostituição, pornografia precisa se tornar um crime! Eu sei que parece um absurdo, mas enquanto existir demanda, existirá tráfico. E a demanda existe por conta do que a prostituição e pornografia podem “oferecer”!

Já se foi comprovado que a maioria das pessoas, principalmente mulheres que estão em situação de prostituição não queriam estar ali; e que a maioria, se tivesse outra opção, sairia da prostituição. Além disso, a prostituição é o único trabalho onde o assédio é permitido.
Chegou a hora de nos levantarmos e vestirmos a bandeira dessa luta! O tráfico humano e a escravidão moderna são reais e não serão resolvidos enquanto continuarmos a ignora-los. Fechar os olhos, tanto hoje quanto no passado, jamais será uma solução.

Texto por: Thais Rocha (Instagram: @rocha.thaisp)